Febre amarela: a doença tem relação com cães e gatos?


Nos últimos meses discutiu-se muito sobre a febre amarela, doença que deixou recentemente muitas vítimas no Brasil. Mas e nossos amiguinhos? Também podem ser afetados?

Cada doença precisa de fatores específicos para o agente se desenvolver e completar uma infecção. A febre amarela é uma doença causada por um vírus da família dos Flaviviridae. O agente possui como hospedeiros (organismo vertebrado que há desenvolvimento) o homem e o macaco, e para que o hospedeiro seja infectado ou transmita a doença é necessário um vetor (organismo invertebrado que alberga o agente). O vetor desse vírus é o mosquito, podendo ser do gênero Haemagogus janthinomys ou Sabethes  (ciclo silvestre) ou Aedes aegypti (ciclo urbano).

 Portanto, na natureza, quando há um macaco infectado que é picado pelo mosquito, o mosquito se contamina com o vírus, e ao se alimentar em outro macaco sadio transmite o agente para o mesmo, causando uma nova infecção.  Em nós humanos o ciclo é o mesmo, ou o mosquito se contaminou por meio de macacos doentes ou pelos humanos doentes, e transmite a doença a outros humanos.

É importante ressaltar que os macacos NÃO são culpados pela disseminação da febre amarela, muito pelo contrario, eles são tão vítimas como os humanos. Além disso, estes animais servem como sentinela, ou seja, a detecção de primatas mortos pela doença possibilita o início rápido de ações preventivas antes de a doença se espalhar entre os humanos. Lembrando também que os mosquitos do ciclo silvestre têm preferencia pelos macacos, portanto, não devemos em hipótese alguma pensar em sacrificar nenhum primata, já que quanto menos deles entre nós, maior a chance do mosquito migrar para os centros urbanos e picar o ser humano.  

Como podemos perceber os cães e gatos não fazem parte do ciclo epidemiológico da doença, ou seja, caso eles sejam picados por mosquitos contaminados e entrem em contato com o vírus, não haverá desenvolvimento do mesmo no organismo, pois não são hospedeiros adequados para o agente da febre amarela. Entretanto, é importante lembrar que existem outras doenças que podem ser transmitidas a nossos animais através da picada de mosquitos. Mosquitos como o Aedes aegypti e Culex sp. (pernilongo comum) são responsáveis pela transmissão das larvas do parasita causador da dirofilariose (verme do coração). E o mosquito-palha (Flebótomo) é responsável pela disseminação do protozoário causador da Leishmaniose. Essas afecções são de extrema importância para nossos peludos, e podem ser evitadas através da eliminação do vetor e uso de coleiras que não permitam aproximação do mosquito ao animal (coleiras repelentes).

http://www.saude.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=381

https://www.clinicasassaki.com.br/single-post/2016/12/15/Dirofilariose-%E2%80%93-Doen%C3%A7a-do-verme-do-cora%C3%A7%C3%A3o

http://hospital.fmv.utl.pt/index.php/noticias/item/373-a-leishmaniose-canina

https://www.google.com.br/search?

biw=1366&bih=637&tbm=isch&sa=1&ei=QdmNWp6BCsKKwgTPs6-wAg&q=c%C3%A3es+e+mosquito&oq=c%C3%A3es+e+mosquito&gs_l=psy-ab.3...7119.9441.0.9650.0.0.0.0.0.0.0.0..0.0....0...1c.1.64.psy-ab..0.0.0....0.mjfTfmCjJo8#imgrc=R73u71kV5zAWdM:

Av. Fortunato Moreira, 348 - Centro -Pindamonhangaba SP

Tel (12) 3642 3612

  • Instagram
  • Facebook ícone social

©  2019 por Clínica Veterinária Sassaki